Do centro-norte de Mendoza II

Como diz o meu amigo Luiz Horta: “vinho é geografia”. Localizada no centro-norte de Mendoza, Luján de Cuyo , oferece condições propícias para o cultivo da uva.

Quem tiver a oportunidade de conhecer, não perca, as paisagens e a hospedaria são bens legais, vale muito a pena.

Agora, se estiver fora de sua programação de viagens, não desesperem, os goles estão a sua alcance em São Paulo. Trazidos pelas Bodegas, importadora que chegou ao mercado brasileiro para oferecer vinhos exclusivos, distintos e com personalidade marcante, de excelente relação qualidade/preço.

O clima quase desértico e a irrigação natural do degelo da cordilheira enchem as uvas de calor, dando vinhos alcoólicos, potentes.

Em Agrelo, localizada no pé do monte da Cordilheira dos Andes, a aproximadamente 1030 metros acima do nível do mar, (nome colocado em homenagem a Pedro José Agrelo., notável jurisconsulto e acadêmico, membro da Assembleia do ano XIII), a Viña Las Perdices, elabora o malbec, utilizando colheita seletiva. Envelhece 6 meses em barricas de carvalho francês e americano. Equilibrado, com toques de almeixa e cerejas, acompanha massas, carnes vermelhas.

Las Perdices Malbec, Agrelo, Luján de Cuyo, Mendoza. R$ 49,90

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s