VIII Exposição Artistas Plasticos Argentinos no Memorial. Recomendo

 

Juan Ojea

 

O tempo no espaço

 

O primeiro movimento quando se pensa celebrar uma efeméride como o Bicentenário da Argentina é procurar a maior bibliografia possível para conhecer melhor esse universo. Tal esforço, que sempre traz algum resultado, pode, porém, em certas ocasiões, impedir um mergulho na própria capacidade de sentir o que se busca encontrar.

Os livros de madeira de Juan Ojea sinalizam exatamente para esse processo tão complexo de cristalização do conhecimento. A história oficial que está nos livros, por exemplo, nem sempre dá conta, por razões ideológicas, é claro, daquilo que pode ter ocorrido.

Nas interpretações, os fatores são de tantas ordens, que não raro se sente que se está a ler um livro de madeira, pela dureza das posições ou pelo peso de notícias às vezes vistas sob uma óptica apenas. Curiosamente, a madeira, material nobre em sua essência, alerta que toda leitura deve ocorrer com muito carinho e bom senso.

Juan Ojea mostra que os livros se acumulam um sobre o outro como colunas a nos desafiar. Deglutir 200 anos demanda ter a mente pronta a captar informações e retrabalhá-las de modo que cada pensamento que profiramos seja novo, mas tenha embasamento, num jogo em que passado, presente e futuro convivam no espaço.

Oscar D´Ambrosio

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s