Sommelier virtual?

Kevin Sack, jornalista do The New York Times, diz que em alguns restaurantes de Atlanta, os garçons agora recepcionam os clientes entregandolhes um Ipad no qual constam descripcições detalhadas e notas de 1.350 marcas de vinho disponíveis na casa. E para surpresa dos donos, a venda de vinhos disparou da noite para o dia. Alguns usuários preveem a extinção gradual da carta de vinhos com capa de couro. Com a informação no equipamento, eles parecem mais aptos a experimentar com a compra de varietais diferentes ou fora da sua faixa de preços. “Eu senti como se tivessem me pasado o gabarito da prova”, disse uns dos clientes.

O texto completo aqui.

Fonte: Folha de São Paulo, The New York Times, 1/11/2010

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s