Vinho do Porto e refeição…

ist1_2153727-glass-of-port-on-butcher-block-surface

undated_ports_1.2

Em termos clássicos, o vinho do Porto é servido com queijo Stilton, visto que o sabor forte do vinho se casa bem com o gosto acre do queijo, claro, referindo-nos de um Porto cheio, porque se falamos de um vintage, éste pode ser facilmente dominado por um queijo demasiado forte. Neste caso, um bom Cheddar, seria uma escolha adequada.

No Douro, um queijo local, de sabor mais cheio mas semelhante em textura ao Edam, é servido com uma geleia firme de marmelo, a combinação de sabores agridoces complementa na perfeição a doçura do vinho do Porto.

Não entanto, o vinho do Porto, apesar de ser doce, não liga muito bem com a maioria das sobremesas.

Antes do jantar, uma selecção de aperitivos combina muito bem com um vinho do Porto alourado ou branco, bem fresco. Os favoritos são os presuntos curados, como o Serrano e o Parma, os salames e as salsichas. O aroma a nozes de um tawny velho cas perfeitamente com amêndoas torradas e ligeiramente salgadas.

Os vinhos do Porto brancos velhos e os alourados também rivalizam com o Xerez e com o Madeira como acompanhamentos para sopas, sobretudo consomés. Uma das combinações mais sorpreendentes e bem sucedidas é um vinho do Porto vintage com um fife mas passado. As proteínas da carne suavizam os taninos do vinho, e os odores intensos combinam muito bem.

Fonte: Historia do Vinho do Porto. Primeiro Capítulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s